sábado, 12 de maio de 2007

Narcisista


Gosto dos princípios e dos meios mas não gosto dos fins
gosto do que nasce, do que cresce, mas não do que morre
gosto do dia da tarde mas não da noite
gosto da companhia, da conversa mas não do silêncio
gosto dos pontos de vistas diferentes, do bom senso mas não da ignorância
gosto por demais de te ver e ter comigo, mas não de quando magoas propositadamente
gosto da luta, da conquista, mas não da guerra sem sentido nem contexto.
gosto do e namoramento, da paixão, mas não da pressão.
Gosto muito de ti mas aprendi a gostar mais de mim!

By Claudisabel

2 comentários:

Stormwind disse...

Por vezes os objectivos que tanto lutamos por alcançar não são tão fascinantes como a luta em si, não que não gostemos do que alcançámos, mas esperamos sempre mais...
É esta luta por sempre um pouco mais que nos distingue, que nos faz ultrapassar os nossos próprios limites, evoluimos com eles. Tornamo-nos pessoas melhores, mais compreensivas com os outros mas menos connosco...

Anônimo disse...

Por vezes a batalha, a luta por algo, por um objectivo é mais satisfatória do que o próprio resultado.
Não que não gostemos do que obtemos, mas gostamos sempre de ir um pouco mais além, ou que as coisas poderiam ter sido um pouco melhores...mas nunca ouvimos ninguem dizer que não valeu a pena!
Lutar por um objectivo, qualquer que seja ele, transforma-nos em alguem mais tolerante com os outros, aprendemos a entender melhor os que nos rodeiam, mas menos tolerantes connosco mesmos...